quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Spinning de Mar - Equipamento





Com o verão a acabar é tempo de voltar ao mar, hoje vou falar um pouco do equipamento necessário para o spinning de mar, num futuro post vou meter aquelas que são para mim as melhores amostras e os vários tipos de peixe que podem ser capturados.


Cana - O ideal é comprar uma cana que dê para a maioria das situações, 3Metros e uma acção de 20-50 são o  ideal pois permite trabalhar amostras e vinis, não é necessário ser nada de muito caro, aliás as canas de spinning costumam custar menos do que das outras modalidades, hoje em dia pesco com uma Speedmaster da Shimano que deve de ser a cana de gama média mais usada para spinning mas começei com uma Vega de 30Euros e não foi por isso que não apanhei Robalos.


Carreto - Aqui sim é necessário algo melhor, no spinning o carreto está sempre a trabalhar, embora hoje use um Shimano para quem se quer iniciar um Okuma Trio HS é o suficiente, ainda hoje uso um Trio V40 que foram os primeiros em cada uma das canas de spinning de rio e funcionam que é uma beleza, basta ver o post da Carpa de 5.6Kg que com material ligeiro veio sem problemas de maior.


Máquina fotográfica á prova de água - Reparem na importância que dou a isto, vem em terceiro lugar e não é para menos, embora eu devolva compreendo que queiram levar um Robalo para casa se estiver dentro do limite legal, todos os restantes peixes devem ser fotografados e libertados para que um dia mais tarde tenham o prazer de os voltar a apanhar.


Fio - Existem 4 acessórios que devem ser de extrema qualidade independentemente do preço que custem, são eles o fio, o clip, as argolas das fateixas e as fateixas.


Mais depressa pescava com a pior das canas do que com um destes utilitários OEM, um bom fio e que recomendo é o Power Pro de 0.19 como multifilamento, depois basta metermos um fluro de 0.40 e estamos prontos.


Triplos - Para o Robalo os VMC são suficientes, abaixo disso é esperarem pelo primeiro peixe decente para o verem ir embora e ficarem com os triplos abertos, mesmo com um Peixito de1KG é quase 100% garantido que o anzol vai abrir numa amostra low cost, é caso para perguntar o que faz aqueles triplos ali, na minha opinião era preferível virem sem eles dava menos trabalho a tirar aquele entulho.


Argolas - Quando compram uma amostra regra geral ela vai vir com uma argola na ponta que deve de ser removida de imediato, só lá está a estorvar e é mais um ponto por onde pode partir, as restantes podem deixar ficar mas assim que enferrujarem deiam uns trocos a mais e usem algo de qualidade, o barato sai caro.




Clip - Não convem facilitar aqui, desde que perdi um bom peixe por ter ficado com um clip que parecia um arame que uso Owner, é caro sim senhor mas dura uma vida e pelo menos dá-me garantias.


Fato de neoporene - Barato mas obrigatório, vamos andar pela praia de rocha em rocha a comer com água na cara, por vezes vamos nadar até uma rocha mais distante, no inverno pescar sem este fato é incompensável.
Juntamente com o fato comprem meias de Neoporene e uma botas decentes, qualquer loja de desporto tem disto e podem comprar do mais barato mesmo.


Luvas - Não é mariquice... imaginem que vão ter que se apoiar de rocha em rocha com as mãos, as picadas dos ouriços ou dos mexilhões doem, o mesmo vai acontecer quando meterem um pé em falso e para não caírem metem as mãos na rocha para ganhar equilíbrio, acreditem que isso vos vai acontecer e mais vezes do que julgam.


Grip - Este é o aparelho para segurar o peixe, muitos pescadores não o usam, no entanto vai dar jeito quando desferrarem o vosso primeiro peixe, não comprem aqueles com balança digital, vai avariar na primeira utilização, ainda hoje estou para tentar entender o porquê de um grip com balança digital que avaria na mais pequena chuva ou nos primeiros salpicos de um  peixe.


Alicate de bicos - Sim, é obrigatório se pensam apanhar um peixe, isto não é como noutras pescas em que o anzol está ferrado na boca do peixe e a única coisa que pode picar é a barbatana do peixe, se um triplo está todo ele enterrado no peixe isso quer dizer que no mínimo um outro triplo está livre á espera de vos cravar numa mão, os peixes saltam que nem doidos e não usar um grip e um alicate garanto que é uma questão de tempo para irem parar ao hospital com um dia de pesca estragado, vão recordar o peixe que apanharam pelas piores razões e por causa de meia dúzia de Euros poupados.


Caixa de Amostras - Das duas uma, ou andam com uma mochila ás costas ou usem aquelas de cintura, quando pesco em convívios uso as duas coisas, quando pesco sozinho a de cintura é mais que suficiente, não necessitam de andar com 50 amostras atrás, o ideal é mesmo levar numa malinha no carro e ao olhar o mar vão decidir as que vão usar e meter na bolsa de cintura, com alguma experiência vão escolher as amostras que naquele dia são mais prováveis de tirar peixe.


E chega, isto é o necessário, mais material só vai atrapalhar, num futuro post vou meter algumas amostras que  são ideais para começar, ao contrário de muitos spinners eu não uso amostras caras, uso amostras baratas ou mesmo muito baratas mas boas, atenção que existem muitas marcas baratas mas que são péssimas, num futuro post dou umas dicas de marcas e cores e onde as utilizarem.

1 comentário:

  1. Já agora, e se me permite, gostaria de acrescentar um cinto de ganchos metálicos tipo destorcedores grandes para trazer os robalos, ao mesmo tempo que mantem as mãos livres.

    ResponderEliminar